São João de volta ao verde

Via expressa de quase três quilômetros e meio está virando aos poucos um corredor verde

IMG_1446

Que o Elevado Costa e Silva, o paulistaneamente chamado de Minhocão, foi uma obra faraônica da administração Maluf que liga dois pontos congestionados da grande São Paulo, oeste (largo Padre Péricles, em Perdizes) ao centro da cidade (praça Roosevelt), não aliviando em nada o trânsito da cidade, os especialistas atestam e todo mundo sabe.

São-Paulo-antiga-Pça-Marechal

Av. São João, praça Marechal Deodoro, antes da construção do faraônico Elevado Costa e Silva

Que o Minhocão, inaugurado em 1971, recebeu o nome de um general da ditadura militar e promoveu a deterioração do centro da cidade, provocando uma diáspora urbana na então arborizada Av. São João, e reduzindo o valor dos imóveis, isso já é “chover no molhado”.

Que o monumento ode à vida sob quatro rodas tem sido alvo de discussões sobre a viabilidade de sua demolição e que também se cogita transformá-lo em parque suspenso já é sabido.

Agora, o que muita gente não sabia e que vai percebendo aos poucos, é que o Minhocão está ficando repleto de paredes com plantas suspensas, de espécies variadas, virando um corredor verde. Essas paredes são dos prédios ao seu entorno, que não apresentam janelas.

IMG_1467Contribuiu para isso a aprovação do novo Plano Diretor de São Paulo, sancionado pelo prefeito Fernando Haddad em agosto de 2014, com diretrizes que regularão a cidade até 2030. Uma delas previa a criação da lei para desativar o Elevado Costa e Silva e transformá-lo em um parque e terá várias fases até a desativação total para a circulação de veículos.

O decreto, publicado em março do ano passado, permitiu que as empresas possam fazer a compensação ambiental de obras e serviços na capital por meio da instalação de jardins verticais e telhados verdes nos condomínios.

O projeto foi desenvolvido pelo Movimento 90º – que reúne profissionais que querem uma cidade mais verde. Além de melhorar a paisagem urbana, essas estruturas ajudam na filtragem da poluição do ar e no conforto térmico tanto no prédio onde está instalado quanto do seu entorno.

Em 2013, o Movimento 90º fez um projeto-piloto no local. Durante quase um ano e meio a parede de um prédio do Minhocão ficou coberta com cinco mil plantas. Até agora, já foram concluído 4 projetos do Corredor e mais um está em curso!

Acompanhe os projetos no site do Movimento 90º ou na fan page.

jardim-vertical-pioneiro-brasil-560

E você, prefere que o Minhocão seja um parque suspenso com corredor verde ou vá, definitivamente, ao chão?

COMENTÁRIOS

Este artigo não possui comentários